O Projecto

 

O Projecto Mobilidade Sustentável teve por objectivo a elaboração/consolidação de Planos de Mobilidade Sustentável para 40 Municípios seleccionados no âmbito do Projecto, visando a melhoria contínua das condições de deslocação, a diminuição dos impactes no ambiente, e o aumento da qualidade de vida dos cidadãos, indo ao encontro das grandes orientações estratégicas comunitárias e nacionais neste âmbito, numa lógica de sustentabilidade. Este Projecto foi parcialmente financiado pela União Europeia através do FEDER-AT-QCAIII.

O Projecto preconizou o apoio técnico e científico aos Municípios seleccionados, no desenvolvimento/consolidação dos referidos Planos de Mobilidade Sustentável, através da criação de uma Rede de Centros/Departamentos Universitários (RCU). Esta Rede, que integrou 15 Centros/Departamentos Universitários, garantindo a partilha e intercâmbio de experiências e de conhecimento entre os Municípios e entre os Centros/Departamentos Universitários e os Municípios, dotando-os de capacidade técnica para o futuro, garantindo uma harmonização na abordagem e resposta sustentada a problemas comuns em termos de mobilidade.

O Projecto previu ainda a elaboração de um Manual de Boas Práticas para Mobilidade Sustentável, que integrou experiências nacionais e internacionais de sucesso, incluindo as melhores propostas que foram formuladas no âmbito do mesmo. Pretendeu-se que fosse um documento técnico e pragmático, permitindo a todos os Municípios Portugueses uma actuação mais eficaz no âmbito da mobilidade sustentável.

O desenvolvimento e a implementação do Projecto envolveu ainda quatro Entidades, do Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e do Ministério da Administração Interna, que constituiram o Grupo de Trabalho Ambiente e Transportes (GTAT) o qual assegurou o acompanhamento do Projecto nas suas várias fases.

A Agência Portuguesa do Ambiente celebrou um Protocolo com o Centro de Sistemas Urbanos e Regionais - CESUR, do Instituto Superior Técnico, para apoio técnico e científico na implementação do Projecto.

  O Projecto contou igualmente com o apoio da Associação Nacional dos Municípios Portugueses.